top of page

Home Care ou Hell Care?

Ela era uma senhora de 77 anos, independente, bela, com uma vitalidade que encantava a todos ao seu redor. Sua vida era repleta de momentos preciosos e cercada pelo amor de sua família. 




Mas, em um instante, tudo mudou.


Uma queda inesperada na rua desencadeou uma tragédia que abalou sua existência e a de todos que a amavam. O traumatismo craniano, a hemorragia cerebral... foram como golpes cruéis que a deixaram à beira da vida, lutando pela sobrevivência em um leito de hospital.


Trinta e seis longos dias se passaram, onde a esperança se misturava com o desespero a cada batida do relógio. A família, dilacerada pela angústia, permanecia ao seu lado, testemunhando a luta silenciosa pela vida.





Finalmente, veio a alta do hospital, mas não foi o fim do sofrimento. A senhora, agora se encontrava em casa, dependente de cuidados constantes, cercada por máquinas e medicamentos, sua existência reduzida a um estado de fragilidade e vulnerabilidade.


Àquela senhora cheia de vida aparentava uma boneca de cera!


A dor da família é indescritível, o desgaste emocional é insuportável. Eles testemunham diariamente a batalha pela dignidade, a luta pela sobrevivência em um sistema que muitas vezes parece falhar em fornecer o cuidado humano e compassivo que cada ser humano merece.


O home care, essencial para proporcionar conforto e qualidade de vida, muitas vezes é negligenciado no Brasil, relegando os mais vulneráveis a condições indignas e desumanas. É um descaso que clama por justiça, um grito de revolta contra a falta de preparo e solidariedade humana em nossa sociedade.


A luta da família é árdua, enfrentando obstáculos junto às operadoras de saúde, navegando pelos intricados meandros da justiça em busca do mínimo de dignidade para aqueles que amam. É uma batalha que não deveria ser travada, mas que se torna inevitável diante da injustiça e da indiferença que permeiam nosso sistema de saúde.


Esse é o cenário em que me encontro, desde dia 06/06/23. É o relato do que aconteceu com minha sogra, um exemplo real da importância crucial de um home care adequado no mercado de seguros saúde. Enquanto alguns podem associar o home care apenas ao cuidado de pessoas em estado vegetativo, a realidade é que ele desempenha um papel fundamental no fornecimento de tratamentos e cuidados essenciais para aqueles que estão vivos, mas enfrentam desafios de saúde significativos.




Minha sogra, apesar de seu estado frágil, está viva, e acreditamos firmemente que, com os tratamentos e cuidados adequados, existe uma possibilidade real de melhora em sua condição e, os serviços do home care que a assiste são de extremada relevância para essa esperançosa melhoria. 


Mas, infelizmente, não é assim!


Pois o  home care efetivo não se limita a alimentar e higienizar uma pessoa, o mais comum no Mercado de Saúde, mas sim a proporcionar terapias, medicamentos e cuidados especializados que podem ajudar a promover a recuperação e a estabilização da saúde.


É fundamental que as operadoras de seguros saúde reconheçam a importância de contratar empresas de home care sérias e comprometidas em fornecer serviços de qualidade. Isso inclui validar que o trabalho está sendo realizado da forma correta, com profissionalismo, dedicação e em conformidade com os mais altos padrões de cuidado e ética.

Investir em um home care efetivo não é apenas uma questão de responsabilidade social, mas também uma decisão inteligente do ponto de vista financeiro. Ao fornecer tratamentos e cuidados adequados, as operadoras de seguros podem ajudar a evitar hospitalizações desnecessárias, reduzir custos com serviços médicos de emergência e promover uma melhor qualidade de vida para os segurados.


Além disso, ao garantir que as pessoas recebam os cuidados de que precisam em casa, em um ambiente familiar e confortável, o home care contribui para a preservação da dignidade e autonomia dos indivíduos, permitindo-lhes manter sua independência e integridade enquanto recebem tratamento.


Portanto, é hora de reconhecermos a importância vital do home care efetivo no mercado de seguros saúde e de garantirmos que as operadoras de seguros estejam comprometidas em fornecer esse serviço essencial de forma responsável e ética. 


É uma questão de justiça, de humanidade e, acima de tudo, de cuidar daqueles que mais precisam de nós.


Passou da hora de acordarmos para essa realidade dolorosa que afeta tantas famílias em nosso país. É hora de exigirmos mudanças, de nos unirmos em solidariedade e compaixão, de garantirmos que cada vida seja tratada com o respeito e a dignidade que merece.


Junte-se a nós nessa chamada para a sociedade, nessa luta por justiça e humanidade. Curta, Compartilhe, Comente, Aja! Porque cada história como essa merece ser ouvida, cada vida como a dela merece ser valorizada, cada família como a nossa merece ser amparada.

Que a sua história e a minha não seja apenas um grito no vazio, mas sim um chamado para a ação, um apelo à consciência coletiva, um lembrete de que juntos podemos fazer a diferença e transformar a realidade para melhor.


Por fim, não poderia deixar de registrar que os obstáculos são muitos, as brigas quase que cotidianas, a comprovação de que nem o paciente e nem a família são importantes é escancarada a cada ligação, no entanto, por sorte ou destino fomos agraciados com uma equipe maravilhosa que batizei com o nome de ANJOS!


Obrigada a cada um de vocês, de coração!


Até a próxima!!! Se cuidem!!!


Felicidades!


Mírcia Ramos


Texto revisado por Ana Elisa Carvalho de Aguiar – Professora de Língua Portuguesa

Produção Virtual: Hannah Sloboda

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page