Gratidão

Nossa, como a vida é difícil!

Por que as coisas comigo são tão penosas?


Isso é muito injusto!!!


Quem nunca pronunciou frases e cultivou pensamentos com esse teor?



Sim, eu sei que alguns dias são dificilmente toleráveis, alguns, Meu Deus, que poderiam não ter acontecido. Se juntarmos os mais difíceis, então, a vida parece impossível e uma espiral descendente se torna cada vez mais inevitável.


E é aqui, nesse exato momento, que começo o blog de hoje! É aqui que se torna imperativa a observação de tudo o que é bom na sua vida!


“Cultive o hábito de ser grato por tudo de bom
que vem a você e de agradecer continuamente.
E porque todas as coisas contribuíram para o seu
progresso, você deve incluir todas
as coisas em sua gratidão.”

Ralph Waldo Emerson

Certamente se você fechar os olhos por 02 minutos conseguirá lembrar de um dia especial, seja por sentir uma brisa no rosto em um dia de outono, passeando pela praça de uma cidadezinha do interior, seja pela comemoração de um aniversário que foi inesquecível, seja pela felicidade do nascimento de um filho ou filha ou por um encontro casual que virou uma conversa muito agradável com amigos. Talvez, possa lembrar de um dia na praia onde o conjunto do sol, da água, do vento eram tão perfeitos que parecia magia. Ou, ainda, a sensação de vitória na conquista de um emprego desejado ou daquela nota 10 suada na escola em uma prova difícil.


Não importa o motivo, a data, a forma. O que importa é o sentimento que nos encanta nesse momento único.


Você já se perguntou qual o significado de gratidão?


Por que a gratidão é essencial para desenvolver a nós mesmos?


Te convido a tirar 02 minutinhos e passear comigo nessa viagem sobre gratidão!



É leve, interessante e vai te fazer muito bem, eu prometo!



Muitos de nós expressamos gratidão dizendo “obrigado” a alguém que nos ajudou ou nos deu algo. No entanto, pesquisas demonstram que do ponto de vista científico, a gratidão não é apenas uma ação: é também uma emoção positiva que serve a um propósito biológico, é uma apreciação mais profunda e que produz uma positividade mais duradoura.


Para mim, gratidão é a expressão genuína de apreço, é um reconhecimento que ultrapassa condições ou negociações. É gerado, espontaneamente, de dentro e que materializa uma afirmação de bondade e calor.


A gratidão é um sentimento muito nobre!


E, vejam que interessante:

A palavra gratidão tem origem no termo do latim “gratus”, que pode ser traduzido como agradecido ou grato. Também deriva de “gratia”, que significa graça.


Logo, sentir-se grato é a experimentação de emoção por uma graça recebida que pode estar relacionada a todos acontecimentos da vida de uma pessoa, inclusive por experiências ruins que lhe trouxeram algum aprendizado.

Não é muito fácil ser grato por experiências ruins, não é verdade?

Mas o que estou dizendo é de se permitir a ter uma percepção genuína de que em qualquer situação há algo pelo qual ser grato.


Todos nós temos amarras, pesos, problemas e dilemas diários, o que me lembra uma frase “chula” que ouvi há tempos. Uma frase feia, mas que traduz uma verdade: cada pessoa tem seu próprio balde de merda!

E isso é uma realidade!

A diferença é como você absorve, digere e aprende com essa “merda”. A gratidão pela vida, pela experiência e pelo aprendizado é uma boa forma de condução.

Existem estudos que apontam que as pessoas que experimentam a real valorização da sensação provocada pela gratidão poderiam sentir-se mais prósperas, tranquilas e felizes em suas vidas.


Então, hoje, 6 de janeiro, o Dia da Gratidão te convido a ser grato e grata por alguns instantes!

É uma data dedicada ao agradecimento, por tudo aquilo que nos acontece de bom e pelos desafios com os quais nos deparamos.


Ser grato é um exercício que nos traz muitos benefícios, físicos e mentais, pois desperta em cada um de nós uma visão esperançosa e positiva sobre à vida e nos fortalece para os momentos difíceis.


Em um mundo tão dinâmico e assustador, envolvidos pela teia do tempo que dita às regras e amparados por todas as desculpas que nossas mentes possam produzir, te pergunto:


Você tem sido grato ou grata?

Lembre-se que a gratidão não é algo com que nascemos, não é determinada pela genética ou simplesmente surge do nada. A gratidão precisa ser olhada e sentida. É uma virtude que cada um de nós pode cultivar.


Desejo a você um olhar mais leve sobre a vida e muita gratidão!


E, para contemplar momentos divinos de gratidão, dedico a você o poema de Carlos Drummont de Andrade – Desejo a você...



Até a próxima!!! Se cuidem!!!

Felicidades!


Mírcia Ramos

Texto revisado por Ana Elisa Carvalho de Aguiar – Professora de Língua Portuguesa

Produção Virtual: Hannah Sloboda







25 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo