Você só tem um....Cuide dele!

Atualizado: Out 5

Do que estou falando?


Do dia 29 de setembro, onde comemora-se o Dia Mundial do Coração, uma iniciativa da Federação Mundial do Coração em parceria com a Unesco, Organização Mundial da Saúde (OMS) e instituições ao redor do mundo.


Escolhi esse dia para abordar o assunto, porque quando falamos em coração, a emoção também entra em cena.

E apelando para a sua emoção, peço que leia o blog até o fim e me ajude nessa missão!

Afinal, cada um de nós é responsável por si e, por esse motivo, precisamos falar abertamente sobre o descaso do brasileiro na prevenção de sua saúde, antes que seja tarde demais!



Você sabia que o Dia Mundial do Coração foi criado para combater a maior causa de morte no Brasil - as doenças cardíacas?

Você sabia que no mundo mais de 17 milhões de pessoas morrem por ano vítimas de doenças cardiovasculares?

“Os dados são da Organização Mundial da Saúde (OMS), que relata ainda que esses problemas representem a maior causa de mortes no Brasil, com cerca de 360 mil casos anuais.”


Fonte: https://www.hcor.com.br/imprensa/noticias/cerca-de-30-dos-casos-de-infarto-tem-mulheres-como-vitima/




Apesar disso, o brasileiro permanece inerte, totalmente despreocupado e descompromissado com sua saúde.

Chamar sua atenção é o meu papel!

Então, deixe-me contar uma das histórias que pude presenciar ao longo da minha carreira profissional. Dei o nome de:


O ESPELHO AMIGO


Marcio M, de 31 anos, diretor de RH de uma grande empresa, pesava tempos atrás 104 quilos. Em uma conversa distraída alegou dois comportamentos que o fizeram perder o controle da balança: sedentarismo e comida congelada, processada, o tal do fast food.


Colocava a “culpa” por sua displicência no fato de residir somente com seu pai, ou seja, dois homens e muita comida industrializada e hipercalórica.


Para agravar a situação, tinha um histórico de labirintite, o que o fez suspender as atividades físicas. Quando criança e adolescente fazia natação, luta e caminhada, no entanto, insistentemente travava uma briga com a balança que o vencia a maior parte do tempo. Dessa forma engordar era uma facilidade para Marcio.


Um dia, ao se ver no espelho, algo chamou sua atenção.


O espelho amigo dá um sinal de alerta e Marcio escuta.


Com um pai cardiopata e infartado, diabéticos na família, outros com hipertensão e colesterol alto era notório que ali estava uma “bomba-relógio”, que se instaurava vagarosamente e pacificamente na vida de Marcio, dia a dia, sem ser notada, até aquele momento.


Marcio precisava mudar seus hábitos!


O espelho amigo chamou a atenção de Marcio que ao ver sua imagem refletida entendeu que algo precisava mudar. A preocupação com a imagem fez Marcio agir, se cuidar. Foi o sinal para pensar em todo o resto e entender que possuía todos os sintomas do grupo de risco.


Marcio começou a correr, os exames melhoraram e o colesterol bom, que estava baixo, já normalizou. Ah, e agora ele pesa 77kg. A alimentação também mudou: salada, frutas, legumes e hortaliças.


E por que trago essa história?


Porque é um exemplo real de que você pode fazer diferente.

A prevenção deve começar cedo, pois muitas vezes não aparecem sintomas e a detecção da doença é tardia. Prestar atenção aos sinais, como Marcio, é o primeiro passo.

Então, vamos lá! Não é tão difícil, você consegue!


Inclua hábitos saudáveis no seu dia a dia. Você trará mais harmonia para sua saúde física e mental, melhorará a autoestima, amenizará os sintomas da depressão e ansiedade, e reduzirá o risco de doenças cardíacas, fortalecendo o organismo e aumentando sensivelmente sua qualidade de vida.

Hipertensão arterial, diabetes, obesidade e colesterol alto são alguns dos principais fatores de risco de doenças cardíacas. Se é portador de alguma dessas comorbidades ou possui algum histórico familiar fique atento.

Observe que os números são alarmantes.


Na pesquisa sobre o assunto identifiquei que no Brasil, de acordo com o Ministério da Saúde, a doença cardíaca é a principal causa de mortalidade da população, representando 31,5% dos óbitos.

O dinamismo da vida e o acelerar do tempo tornam os maus hábitos uma realidade brasileira. Crianças, desde cedo, são intoxicadas lentamente por produtos de farta oferta.

E são esses maus hábitos que têm contribuído para aumentar o número de pessoas com problemas cardiovasculares, inclusive entre os jovens.


Outro fator que chamo a atenção é que as doenças cardiovasculares podem não apresentar nenhum sintoma, por muito tempo, ou apresentar sintomas vagos e comuns a outras doenças como, por exemplo, dor de cabeça, tonteira, cansaço, enjôos, falta de ar e desconforto no peito. Fique atento aos sintomas!


08 dicas para incluir na sua rotina!


  1. Pratique exercícios físicos;

  2. Mantenha uma alimentação equilibrada: consuma mais frutas, verduras e legumes, evite o excesso de sal e frituras;

  3. Evite a obesidade;

  4. Controle o colesterol, o diabetes e a pressão arterial;

  5. Não fume e modere o uso de álcool;

  6. Diminua o estresse;

  7. Cultive momentos de lazer;

  8. Consulte seu médico regularmente.


Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia http://www.cardiol.br/


Em resumo, a má notícia é que as doenças cardiovasculares são a principal causa de mortes no Brasil, responsáveis por mais de 30% do total de óbitos registrados. A boa notícia é que, com estilo e hábitos de vida saudáveis, somados ao acompanhamento médico, são ações de alta eficiência.


E, se puder, me ajude a propagar essa informação, pois em pouco tempo, o Brasil será líder mundial em mortes por doenças cardiovasculares.


Clique no link e se surpreenda. O assunto denota urgência. Precisamos correr para conscientizar a população.


http://www.cardiometro.com.br/


O cardiômetro é um indicador do número de mortes por doenças cardiovasculares no País, criado pela Sociedade Brasileira de Cardiologia.


Uma medição que pode mudar. Basta cada um de nós fazer a sua parte.


Cuidar de você deve ser uma prioridade em sua vida!


Viver por mais tempo e com mais saúde deve ser a busca de todos. Para isso, tenha o máximo de carinho e atenção com você mesmo.


Até a próxima!!! Se cuidem!!!

Felicidades!

Mírcia Ramos

Texto revisado por Ana Elisa Carvalho de Aguiar – Professora de Língua Portuguesa

Produção Virtual: Hannah Sloboda









19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo