Dia do Empreendedorismo Feminino

Empreender?

E lá se vão 32 anos do dia que empreendi.

Uma história de muitos altos e baixos, muitas horas trabalhadas, muitos “nãos” aos eventos sociais e familiares, muitos aprendizados, muita coragem e muita fé.

Empreender não é fácil. No Brasil, então, o nível é elevado.

Mas levo comigo um “brincalema” que sempre me convencia e me jogava para frente:

“Somos mulheres, brasileiras e não desistimos nunca!”

Então, no dia de hoje, Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino, marco do incentivo para o ingresso das mulheres no mundo do negócio, minha homenagem a você, mulher empreendedora!


O que é empreendorismo feminimo?


Bem, quem nunca ouviu falar que a técnica e a prática são bem diferentes?

No conceito poético, “empreendedorismo feminino compreende os negócios idealizados e comandados por uma ou mais mulheres e, também, as iniciativas de liderança feminina, incluindo a atuação das mulheres em altos cargos dentro das empresas.”

No conceito prático (meu conceito) é uma luta beeeemmmm difícil. Milhões de questionamentos, escolhas diárias, uma grande responsabilidade, muita coragem, muito aprendizado e a meta da conquista de um sonho.

Empreender é mais do que apenas abrir um negócio. É identificar uma oportunidade e lutar por ela. Usar a criatividade, a visão de negócios e a garra para alcançar os sonhos e se empoderar do seu lugar.

“Você pode não controlar os eventos que acontecem com você,

mas você pode decidir não se deixar rebaixar por eles.”

Maya Angelou, escritora e poeta norte-americana


Bem, mas voltando a origem desse dia.

Segundo a própria ONU, a iniciativa é um esforço para ampliar ainda mais as oportunidades para as mulheres em meios corporativos, atingindo não só as empreendedoras como também profissionais de diversas áreas e cargos de comando em grandes empresas.

Esse movimento abarca o empoderamento feminino e, muito mais que uma data comemorativa, o dia representa um dos grandes transformadores sociais no mundo, pois milhões de mulheres saem da condição de vulnerabilidade, passando a ter mais liberdade, financeira e pessoal, e colaborando ou mesmo sustentando o orçamento doméstico.


Muitas empreendedoras, inclusive, além de trabalharem em empresas ou em seus próprios negócios, ainda precisam cuidar de filhos e afazeres domésticos.

Decididamente não é fácil, mas é uma escolha!

Uma escolha que não te garante o sucesso, mas pode garantir que os fracassos são aprendizados. Essa é uma outra escolha!

Eu agradeço aos meus. Sem eles eu não seria quem eu sou hoje!

A todas as mulheres empreendedoras, a minha admiração!

Para você, mulher que quer empreender, quer ter sua independência financeira, apoie-se neste importante incentivo: o Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino e aposte em si mesma.


Mude a sua vida hoje.

Não deixe para arriscar no futuro, aja agora, sem atrasos.

Simone de Beauvoir, escritora, filósofa e ensaísta francesa.


E, para brindar essa força e essa luz, envio para você, a música CORAGEM DE SER da cantora @Bia Barros, meu mantra! Não deixe de ouvir!


Até a próxima!!! Se cuidem!!!

Felicidades!

Mírcia Ramos

Texto revisado por Ana Elisa Carvalho de Aguiar – Professora de Língua Portuguesa

Produção Virtual: Hannah Sloboda





53 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo